Ao retirar o carro da concessionária, seu preço já sofre desvalorização de cerca de 15%, depreciação que aumenta ainda mais especialmente nos três primeiros anos de vida útil do carro. Um carro novinho sofrerá uma desvalorização muito maior na hora da venda. Assim, pondo na balança, você “perde” mais dinheiro ao vender um veículo que foi comprado novo do que um seminovo.

E é por isso que muita gente opta por comprar um carro usado. Mas, para não entrar em uma fria é preciso tomar alguns cuidados e ter claro o objetivo para a compra. Mas, como assim?!

Além de todos os cuidados que devem ser tomados na hora de fechar um negócio (preço adequado, estado de conservação do veículo como um todo, verificação da documentação, credibilidade do vendedor, etc.), é MUITO IMPORTANTE ter em mente qual será a finalidade do carro. Se você deseja um veículo para usar no dia a dia, é preciso optar por aqueles não tão antigos, com um custo de oficina não tao caro.

Agora, se você busca um carro de estimação que será usado apenas ocasionalmente pode optar por veículos mais antigos. Isso porque, embora possam ser encontrados por valores acessíveis, a falta de peças para reposição torna a manutenção desses carros muito mais salgada e demorada. E, além disso, o consumo de combustível tende a ser maior… Ou seja, modelos antigos são ideais apenas para quem quer um passatempo, mas, não dependerá dele para o deslocamento diário.

Carro usado que não deve ser comprado

Então não devo comprar carro usado?

Não é bem assim. Carro usado pode ser vantagioso, sim! Basta ter em mente para que você o está comprando. Como escolher, então?

Tão importante quanto o ano de fabricação e a quilometragem, o é também o número de vendas. Adquirir um modelo que tenha sido bastante vendido, de uma marca com histórico confiável, com componentes duráveis tende a ter peças mais fáceis de encontrar.

Por exemplo, comprar um modelo pouco vendido com 30 mil quilômetros é pior do que um modelo bom com 100 mil quilômetros. Isso porque é IMPORTANTÍSSIMO levar em consideração a disponibilidade de peças para reposição.

Para conferir o estado de conservação do veículo, leve a uma oficina de confiança: encontre a HIGH TORQUE mais próxima de você e receba nosso laudo técnico.

Carro usado

Dicas para comprar um carro usado

Algumas medidas ajudam a não errar na hora da escolha e, principalmente, não levar um “abacaxi” para casa. Anote essas 7 dicas:

  1. Não tenha pressa.
  2. Confira o histórico da marca.
  3. Prefira os veículos mais desejados.
  4. Teste antes de comprar.
  5. Olhe a quilometragem.
  6. Leve a um mecânico.
  7. Veja se o veículo não foi batido.

Quer saber mais? Veja aqui como escolher um carro.